29 de nov de 2009

Projeto Quadrinhos

Projeto Quadrinhos
2° semestre de 2009

Esse projeto foi realizado com a minha turma de 3° ano. Iniciamos o estudo da linguagem da narrativa em quadrinhos. Nos familiarizamos com os balões e as onomatopéias. Lemos muitos gibis e depois criamos nossas próprias histórias. Juntamos tudo isso às lendas do Folclore Nacional e conseguimos um lindo resultado!

Personagens do folclore

 
A Iara

 
Mural com os trabalhos

Confira o vídeo com as histórias em quadrinhos
de 1min 30seg!!




No nosso Projeto, Abaporu, de Tarsila do Amaral, virou lenda. Depois de inventarmos uma história pra ela, fizemos vários quadrinhos!

Abaporu - tarsila do Amaral, 1928

A lenda inventada pela turma 1203 ficou assim:


Abaporu
Era uma vez a Abaporu.
Ela tem as pernas compridas, braços finos, cabeça pequena. Uma aparência monstruosa!
A Abaporu vive na mata grande e gosta de devorar carne humana.
De dia ela descansa junto ao cacto e de noite sai para caçar sua janta.
Ela levanta, olha a mata de cima e ataca.
Quando amanhece, ela volta ao lugar do lado do cacto.

Lenda folclórica inventada pela turma 1203. 
Texto coletivo de outubro de 2009.

  Abaporu da aluna Emanuelly, 8 anos
 

2 comentários:

Ivanise Meyer disse...

Oi, Clarice!
Obrigada pelo recadinho que deixou p/ mim. Amei!
Gostei muito de conhecer teu trabalho. Os vídeos estão ótimos! Trabalhar com quadrinhos é muito legal, as crianças adoram!
Na rede há ótimos trabalhos que estão aparecendo mais por causa da internet. Essa divulgação permite que conheçamos outras experiências e a diversidade em nossa rede.
Tudo de bom pra você!
Um beijinho,

Ivanise Meyer

BRÍCIO FILHO disse...

olá Clarice, adorei conhecer seu blog e emespecial seu projeto de histórias em quadrinhos. Temos em comum essa ideia pois fiz um projeto na minha escola em 2010 que tb foi gravado pela Tv Escola no programa Salto para o futuro. Eu amo trabalhar com quadrinhos e passatempos. Depois faz uma visita ao blog que modero da escola embfilho@blogspot.com.br
Parabéns adorei seu blog. bjão